29 de julho de 2011

Fusca velho x Ferrari


Quando recebe-se o Espírito de Deus, qualquer carcaça vence.
Não importa a antiguidade da carcaça, o que importa é o seu MOTOR.
Melhor o Fusquinha livre e turbinado do que a Ferrari nova e atolada em problemas!

24 de julho de 2011

Campanha pela nossa vida Espiritual

Não Adianta!!!!
Não adianta ser religioso.
Não adianta ser membro ativo na igreja.
Não adianta ter título de obreiro, pastor, bispo ou seja lá o que for.
Não adianta ser dizimista e ofertante fiel.
Não adianta ser cumpridor de seus deveres.
Não adianta louvar a Deus.
Não adianta conhecer bem a Bíblia.
Não adianta ser bem casado.
Não adianta educação superior, pós-graduação, ser bem sucedido, rico e ter o mundo a seus pés.
Não adianta nada se não nascer do Espírito de Deus.
Só Ele faz gerar a natureza espiritual. Isto é, a natureza Divina.
Satanás é espírito.
Como vencê-lo se não for também espírito?
Como vencer o espírito mal se não for um espírito bom?
Como vencer os espíritos das trevas se não for espírito da luz?
Somente os nascidos de Deus vencem o mundo e o inferno.
Por isso, nos primeiros 21 dias de agosto estaremos fazendo uma verdadeira faxina espiritual. Será um jejum de toda e qualquer informação secular: TV, internet, jornais, revistas, rádio, enfim, de tudo o que não for de Deus.
Será uma abstinência audiovisual de todo o lixo deste mundo.
Estarão desobrigados dessa abstinência os que trabalham ou dependem da informação.
Além disso, os participantes deverão orar três vezes por dia: pela manhã, à tarde e à noite. Quem quiser unir sua oração conosco, iremos orar às 9h da manhã, às 3h da tarde e às 11h da noite.
Durante o jejum, o Espírito do Senhor descerá sobre todos os participantes sinceros.


Você faria esse sacrifício pelo Espírito Santo?
Se você deseja participar deixe aqui seu nome, estarei orando por você!

23 de julho de 2011

Soluções caseiras para alisar e hidratar cabelos


 Ok meninas, é realmente inevitável. A maioria das garotas querem porque querem cabelos bonitos e saudáveis, mas acima de tudo, lisos. Vou ser sincera, para efeitos duradouros e para casos em que os cabelos são muito encaracolados, só mesmo produtos químicos podem dar jeito. Mas se vocês querem alongar a vida da sua escova, alisar cabelos ondulados ou manter seus cabelos lindos e hidratados, essas dicas de tratamentos caseiros são muito úteis.
  •         Alise seus cabelos naturalmente
- Coloque meio copo de leite em um frasco borrifador.  Borrife o leite no cabelo seco, penteie e espere 20 minutos. Lave com shampoo e condicionador normalmente. Seu cabelo ficará sedoso e lisinho. Não se preocupe que seus cabelos não ficarão com cheiro de leite azedo e os efeitos vão durar até a próxima vez que os lave.
  • Tire o frizz e hidrate seus cabelos
- Misture 1 copo de qualquer tipo de condicionador com 3 colheres de mel e 1 colher de óleo de amêndoas. Aplique aos cabelos molhados, untando bem as pontas. Enrole uma toalha na cabeça e espere 20 minutos antes de enxaguar. Funciona muito bem para qualquer tipo de cabelo.
-Amasse um abacate e misture com meio copo de azeite morno. Aplique a misture aos cabelos molhados e espere 20 minutos antes de lavar normalmente com shampoo e condicionador.
Siga essas receitas e curta seus cabelos lisos, brilhantes e hidratados. E o que é o melhor, sem gastar muito dinheiro.

20 de julho de 2011

A intimidade do Casal


blog10022010b
Temos recebido vários e-mails de maridos desapontados com suas respectivas esposas. Segundo eles, quando elas eram incrédulas, eram muito mais mulheres do que depois de convertidas. Parece que o novo nascimento as fez “apagar”sexualmente.
Há até quem reclame que o ato conjugal não tem ocorrido com mais frequência como antigamente. Tenho certeza de que o diabo está adorando esta situação, pois nada é mais nocivo ao casamento do que os desencontros num leito imaculado.
Por experiência própria posso afirmar que o futuro de um casamento feliz está na cama. O casal pode ser cheio do Espírito Santo, mas se não tiver uma vida sexualmente ativa, dificilmente serão fiéis um ao outro.
O ato conjugal dentro do casamento é como o alimento cotidiano do corpo físico. E não adianta ninguém querer contrariar essa natureza humana porque o apetite sexual é como o apetite alimentar; ambos fazem parte do corpo humano que Deus mesmo criou. Claro, existem certas exceções, como o caso dos eunucos. Mas, em regra geral, não há como omitir ou fingir que não se tem.
Eu sei que no meio evangélico há uma tremenda hipocrisia quanto a esse assunto. Muitos colegas de outras denominações têm considerado o ato conjugal como algo carnal e até demoníaco, como se o sexo tivesse sido criado mesmo no inferno. E essa ignorância tem sido divulgada entre os convertidos, a tal ponto que muitos estão deixando de lado suas obrigações para com seus respectivos maridos e respectivas esposas.
Se o ato conjugal é uma carnalidade ou coisa demoníaca, então minha mulher e eu somos carnais e carecemos de libertação. Além do mais, posso confessar que quanto mais nos relacionamos sexualmente mais ficamos agarrados e dependentes um do outro.
A verdade é que a falta do uso da fé aliada à inteligência tem feito a maioria dos cristãos verdadeiros fracassados a partir da sua própria vida familiar.
Ainda outro dia alguém me escreveu, dizendo: “Sou casado há 23 anos, gosto da minha esposa e me sinto muito bem com ela em todos os momentos. Ela me é sexualmente muito atraente e não sinto repulsa ou falta de desejo por ela. Porém, confesso que minha vida sexual deixa muito a desejar. Enquanto sinto necessidade de 2 a 3 relacionamentos semanais, minha esposa se dá por satisfeita uma vez por mês. Se a solicito acima disso, ela, após uma tonelada de desculpas que já conhecemos, até me atende, mas com total desinteresse. Minha esposa é uma obreira abençoada, cheia de virtudes, que só mesmo uma pessoa muito de Deus possui… Ela acha que sexo é coisa ruim e suja perante Deus. Isso tem tornado nosso relacionamento um verdadeiro desastre, pois eu estou sempre insatisfeito e não consigo esconder... Isso me causa um transtorno muito grande, pois, conforme aprendemos, não devemos sentir saudades das coisas passadas, quando éramos do mundo, mas eu sinto muita saudade (muita mesmo) da nossa vida sexual antes da nossa conversão, além de estar sempre insatisfeito, o que me leva, muitas vezes, a desejar outras mulheres, mesmo sabendo que isto não é correto.”
Fico pensando no que essa obreira deve orientar quando uma esposa chega para ela e conta a mesma situação em relação ao seu marido. Ela quer, mas ele não.
O apóstolo Paulo orienta claramente a esse respeito, quando diz:
“O marido conceda à esposa o que lhe é devido, e também, semelhantemente, a esposa, ao seu marido. A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, e sim o marido; e também, semelhantemente, o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, e sim a mulher. Não vos priveis um ao outro, salvo talvez por mútuo consentimento, por algum tempo, para vos aplicardes à oração e, novamente, vos ajuntardes, para que satanás não vos tente por causa da incontinência.” (1 Coríntios 7:3-5)
O Senhor, através de Salomão, ensina o seguinte com respeito ao ato conjugal entre marido e mulher:
Depois de exortar o filho a obedecer Sua Palavra e adverti-lo contra a mulher adúltera, Ele diz:
“Bebe a água da tua própria cisterna e das correntes do teu poço. Derramar-se-iam por fora as tuas fontes, e, pelas praças, os ribeiros de águas? Sejam para ti somente e não para os estranhos contigo. Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade, corça de amores e gazela graciosa.
Saciem-te os seus seios em todo o tempo; e embriaga-te sempre com as suas carícias. Por que, filho meu, andarias cego pela estranha e abraçarias o peito de outra?” (Provérbios 5:15-20)
Note que a água aqui simboliza o ato conjugal; a cisterna e correntes do poço, a esposa. “Sejam para ti somente e não para os estranhos contigo” significa dizer que se ele não der atenção para ela, outro dará!
“Seja bendito o teu manancial…Saciem-te os seus seios…embriaga-te sempre com as
suas carícias.” São termos profundamente fortes na expressão do ato sexual entre os casados.
Chama muita atenção o ato de “embriagar” de amor. E o que você, meu caro evangélico, tem a dizer disso? E você, obreira desalmada, o que tem a dizer dessas palavras da Bíblia?
Será que o seu leito vai continuar dividido para dar chance ao diabo de tentar seu marido?
Saiba que se ele cair em tentação, você será conivente.
Deus abra os olhos de todos. Em o Nome do Senhor Jesus, amém!
Deus abençoe abundantemente.
Publicado por: Bispo Edir Macedo

18 de julho de 2011

A Origem do Mal na Terra


Deus é espírito. O diabo, também.
Deus é a Fonte do Bem. O diabo é a fonte do mal.
Como o bem é espiritual, assim também, o mal é espiritual.
São energias opostas que se materializam neste mundo.
O objetivo do mal é roubar, matar e destruir.
O objetivo do Bem é dar vida em abundância.
No princípio da civilização, apesar de sua existência, o mal não tinha qualquer ingerência no desenvolvimento dela. Mas, por conta da rebeldia, desobediência, pecado ou discordância da criatura com o Criador, o mal se assenhorou da criatura humana e de toda sua autoridade conferida por Deus. Gênesis 1.26
Com o domínio sobre a criatura humana, o diabo desenvolveu o reino do mal na Terra. A partir daí, o espírito do mal vem prevalecendo e criando o caos na face da Terra.
Todas as injustiças sociais, todo tipo de criminalidade, de sujeira e perversão do ser humano, se deve à ação livre dos espíritos do mal.
O Criador nada tem a ver com as mazelas deste mundo tenebroso.
Porém, quando a criatura se volta para o Criador e se faz Seu aliado, então, Suas promessas de Vida em abundância se cumprem, além da salvação eterna de sua alma.
É a velha história: duas pessoas constituem um lar sob a força do amor, do respeito e da parceria. Do fruto desse amor nasce uma criança que, mais tarde, já adulta, resolve quebrar a harmonia desse lar com sua rebeldia.
Que culpa tem seus pais?

8 de julho de 2011

Eleitos de Deus


São os chamados e escolhidos.
Qual seria o critério usado por Deus para separar os escolhidos? Coragem.
O Espírito de Deus não combina com o espírito do covarde.
No passado, o Senhor usou a meretriz Raabe e Jefté, filho de outra meretriz, para livrar Seu povo.
Os valentes de Davi se achavam em aperto, endividados e amargurados de espírito. I Samuel 22.2
Além deles, havia homens maus e até filhos de Belial. I Samuel 30.22
Porém, todos tinham algo em comum: coragem.
Não tinham nada a perder.
Os 300 de Gideão já eram revoltados, antes de serem escolhidos. Por conta disso, foram selecionados.
Os eleitos de Deus não são os corajosos que sacrificam ofertas, mas são pessoas dispostas a assumir a fé cristã, numa sociedade pagã dominada pelo espírito de Sodoma e Gomorra, e, mesmo assim, manter o caráter Divino.
“O Reino de Deus é possuído por valentia e os valentes se apoderam dele.”Mateus 11.12 - tradução Reina Valera.
Ao contrário dos covardes na fé, os eleitos têm assumido o caráter íntegro cristão diante dos “cristãos piratas ou irmaus”.
Os eleitos têm coragem de negar à carne e suas concupiscências, por questão de temor a Deus.
O Senhor não Se envergonha deles, da mesma forma como não Se envergonhou dos heróis da fé do passado. Por isso, herdarão o Reino dos céus.
Fonte Blog Bispo Macedo

1 de julho de 2011

Perdão

Muitos não têm a mínima ideia da importância do perdão. Associam-no a algo corriqueiro que o tempo pode fazer apagar.
Se fosse tão simples assim, com certeza, o Senhor Jesus não o colocaria como obrigatório (Mat.6.14-15), nem que se perdoasse tantas vezes quantas fossem necessárias (Mat. 18.22).
Perdão é de Deus; a mágoa ou ressentimentos são do diabo.
Perdão salva, liberta, cura, transforma, enfim, identifica algo Divino.
Mágoas ou ressentimentos alimentam o ódio, a ira, contenda e, finalmente, matam. A falta de perdão significa condenação.
A mágoa é uma semente do inferno plantada  nos corações daqueles que não têm Deus.
Enquanto o perdão ilumina, as mágoas entrevam.
E, se Deus que é Justo Juiz, perdoa, quem é o ser humano para não perdoar?
Quem não perdoa, não tem salvação.
Quem morre sem perdoar seus ofensores, condena-se ao lago de fogo e enxofre por toda eternidade.


Fonte: Blog Bispo Macedo