29 de setembro de 2011

Oração não desfaz maldição.


Não tem jeito!
Há situações que nem oração resolve.
Veja o caso do rei Davi, por exemplo.
Satanás o incitou a levantar o censo de Israel. Não havia necessidade. Até aquele momento Israel tinha conquistado muitas vitórias sobre seus inimigos.
Era amado pelo povo e, sobretudo, pelo Deus de seus pais.
Mas movido pela fraqueza da vaidade queria saber dos números de soldados para os próximos embates.
Ou seja, desprezou o auxílio Divino para apoiar-se na força física. Tal pecado abominável suscitou a ira de Deus.
O conselho de seu fiel comandante não teve efeito. O conceito elevado de si mesmo o havia cegado. Satanás se aproveitou disso e tirou vantagem.
O orgulho do rei subiu à cabeça e seu pecado aos céus.
“…o que semeia para a sua própria carne da carne colherá corrupção” Gálatas 6.8.
Davi plantou orgulho e colheu maldição.
A partir daí, as orações do rei não tinham qualquer efeito diante de Deus.
Nem sua confissão e arrependimento moveram o coração de Deus.
Os céus se fecharam para Davi porque a maldição já tinha sido determinada.
Ainda assim, o Senhor lhe deu três opções de punição:
1- Três anos de fome em Israel;
2- Três meses nas mãos inimigas ou
3- Três dias de peste em todo Israel.
Então respondeu ao profeta: “Estou em grande angústia; caia eu, pois, nas mãos do Senhor, porque são muitíssimas as Suas misericórdias, mas nas mãos dos homens não caia eu”. I Crônicas 21.13
E agora, o que fazer para reverter aquela situação?
Orações? Clamores? Louvores?
Ofertas? Jejuns? Vigílias?...
Que atitude de fé poderia tocar a Deus para cessar a maldição?
Vestido de humilhação (pano de saco), Davi insistiu com Deus:
“Não sou eu o que disse que se contasse o povo? Eu é que pequei, eu é que fiz muito mal; porém estas ovelhas que fizeram? Ah! Senhor, meu Deus, seja, pois, a Tua mão contra mim e contra a casa de meu pai e não para castigo do Teu povo.” I Crônicas 21.17
Finalmente, veio a resposta do próprio Deus:
Sacrifício na Eira de Araúna, local que mais tarde viria a ser construído o Templo de Salomão.
Neste domingo, iremos à construção do Templo de Salomão para apresentar o sacrifício dos amaldiçoados.
Se o leitor carrega em si uma maldição, e estiver interessado em participar deste propósito de fé, entregue seu sacrifício até domingo em qualquer IURD.
Deus tenha compaixão dos caídos!

2 comentários:

  1. lindo blog.
    visite-nos tambem em :
    http://conexaofortaleza.blogspot.com/
    fica na paz!

    ResponderExcluir
  2. Boa noite! vim te visitar e oferecer o premio: Um toque de preciosidade e deixar o meu toque de carinho e amizade
    na paz do Senhor
    san

    ResponderExcluir