Apartai-vos de Mim

Forte. Extremamente forte. Especialmente, para quem realiza a Obra de Deus.
A mensagem de Jesus era dirigida aos oprimidos, conforme Isaias 61;1

Às vezes, interrompia Seu discurso e estimulava a fé no pedi, buscai e batei - salvação do corpo. Outras tantas, focava a mensagem na salvação da alma - e o que vem a Mim, de modo nenhum o lançarei fora.
Mas em Mateus 7.13-23 Ele fortalece, pelo menos, 7 pontos:
1º- a porta estreita;
2º- a cautela sobre os falsos profetas;
3º- a árvore que dá bons frutos;
4º- a árvore que é cortada e lançada no fogo;
5º- nem todo crente entrará no Reino dos céus;
6º- o que faz a vontade de Deus;
7º- o que realiza Sua Obra.

Chama atenção Sua ênfase aos MUITOS realizadores da Obra de Deus que, naquele dia, Lhe dirão: “Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em Teu Nome, e em Teu Nome não expelimos demônios, e em Teu Nome não fizemos muitos milagres?”
Quem faz a vontade de Deus cuida da própria salvação; quem realiza a Obra de Deus cuida da salvação dos demais. Porém,  de nada adianta ganhar o mundo inteiro, mas relaxar no seu relacionamento com Deus e perder a sua alma.
Obviamente, quem é nascido de Deus pensa como Ele e quer ganhar almas. Porém, há muitos que, supostamente, realizam a Obra de Deus. Não, por paixão pelas almas, mas por si mesmos. Paulo os chama de mercadejantes da Palavra. 2 Coríntios 2.17
Naquele Dia ouvirão: "Apartai-vos de Mim os que praticais a iniquidade."

Os verdadeiros servos renunciam suas vidas, renunciam seus sonhos e vivem para sonhar os sonhos de Deus. Não só realizam Sua Obra, mas, sobretudo, fazem Sua vontade

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dieta dos três dias

Se preparando para os 21 dias do Jejum de Daniel.

Campanha pela nossa vida Espiritual